Tipo

Reabilitação

Localização

Campo Mártires da Pátria 103

Data Projeto

outubro 2017

Data Obra

abril 2020

Área

760,00 m²

Localizado numa praça emblemática de Lisboa, no também denominado Campo Santana, a proposta arquitetónica preserva o desenho da fachada principal com exceção do revestimento pré-existente - azulejos da década de 90 completamente dissonantes. Aqui surgiu a oportunidade de procurar na fábrica de azulejaria tradicional portuguesa ‘Viúva Lamego’ uma nova solução exterior com valor, em que se optou por um padrão neutro, em tom pérola, que conferiu uma distinção muito subtil à fachada.

Ainda neste contexto, para a fachada tardoz optou-se por uma intervenção mais pronunciada para usufruir da exposição às colinas de Santo André (Sr.ª do Monte) e do Castelo, pelo que se abriu um grande vão central que possibilita uma exposição solar incrível. Por este motivo, a opção óbvia de organização interior foi de colocar as zonas sociais das frações para esta “frente”.

Fiel ao padrão habitacional do edifício pré-existente, manteve-se a tipologia de um apartamento por piso, alterando-se por completo a distribuição funcional das frações. Porque hoje vivemos de forma diferente de há 100 anos, pretendeu-se atualizar o conceito de vivência para os padrões atuais.

Esta reabilitação coloca em destaque um edifício de caráter exclusivamente habitacional, com 5 frações, diferenciado pela qualidade arquitetónica, espaços e materiais.